Rimene Amaral

Caçarolices

Rimene Amaral é jornalista, fotógrafo e glutão. Quando não está se dedicando a alguma destas tarefas, gasta o tempo com inventices na cozinha
Shitakes inteiros cobertos com cream cheese e temperos aromáticos | Imagem: Rimene Amaral

Shitakes inteiros cobertos com cream cheese e temperos aromáticos | Imagem: Rimene Amaral

Shitakes acolhedores

A mim dá pena cortar em fatias cogumelos grandes e saudáveis. Gosto deles inteiros, para sentir a textura. Dia desses recebi os cogumelos gigantes. Shitakes que mereciam ser recheados. E foi o que fiz. Primeiro fiz uma espécie de citronete: 2 tomates maduros sem semente e 1 cebola roxa em cubinhos. Misturei: 1 colher cheia de cream cheese, ½ colherinha de alho em flocos, 1 colherinha de raspas de limão siciliano, pimenta calabresa, sal, salsa e azeite. Cortei os talinhos do shitake (e os guardei para colocar numa sopa ou no caldo de abóbora que você vai conhecer na próxima edição) para ele ficar mais aberto. Temperei com sal moído na hora e azeite e dividi o recheio entre eles. Cobri com muçarela fatiada e coloquei uma rodela de cebola roxa por cima. 20 minutos de forno médio. Ficou dos céus. Uma verdadeira refeição. Ah! Um rosé gelado acompanha muito bem.


FRASE NOSSA DE CADA DIA
Ponho a comida na mesa. Ligo o barulho da chuva, abro um vinho… hoje, vou me encontrar sozinho, Lucão



PIZZA E RECHEIO
Pizza. Provavelmente uma das unanimidades do mundo. E como já está sendo cogitada a anunciação de alienígenas, creio que a pizza deve ser unanimidade no universo. E uma boa pizza não precisa ter coisa demais. Aliás, ela fica mais saborosa com a simplicidade. Molho e tomate e queijo, é claro, faz parte da base. Mas os recheios...

# Molho, berinjela, raspas de laranja, alho, azeite e queijo brie.
# Molho, abobrinha Itália grelhada, pitada de canela, alho, azeite e muçarela.
# Molho, atum, cebola e azeite.
# Molho, pimentão, cebola roxa e tomate em rodelas, sal, azeite e muçarela.
# Molho, bacon e calabresa em cubinhos, cebola em rodelas e muçarela.
# Molho, pimentão, champignons frescos, azeitona preta, peperoni, muçarela e azeite.



Vontade de comer doce apertou? Olha que fácil esta sobremesa | Imagem: Rimene Amaral


UVAS CARAMELADAS
Em casa, de noite, friozinho agradável e bate aquela vontade de comer um doce. Já passa das 22 horas. Tudo fechado e a disposição de sair para procurar algo é nula! Então, o que fazemos? Garimpo. Eis que encontro uvas-rubi na geladeira. Pensei... pensei... e fluiu. Fiz uma espécie de caramelo para as uvas e ficou uma sobremesa esplêndida. Coloque 5 colheres de açúcar numa panela (eu usei mascavo, mas pode ser cristal mesmo), 12 gotas de essência de baunilha e uma pitada de sal. Leve ao fogo e não pare de mexer até o açúcar derreter e virar calda. Acrescente 4 colheres de creme de leite e deixe encorpar. Quando estiver soltando do fundo da panela está bom. Deixe esfriar. Enquanto isso, corte as uvas ao meio, retire as sementes e junte-as. Cubra com o caramelo, mais uma pitada de sal rosa por cima e decore com folhas de hortelã. Vais e surpreender.



Coentro e peixe, dupla perfeita para completar este cuscuz à brasileira | Imagem: Rimene Amaral


PEIXE INCANDESCENTE
O perfume das ervas que se usa para temperar um prato pode ser a salvação, em alguns casos, e a derrocada, em outros. Muitas vezes obrigatórias em algumas preparações, essas perfumadas especiarias andam ali, no limiar do amor e do ódio. Vamos falar disso?

Coentro. Uma erva que não pode faltar quando se tem peixe. Amado e odiado na mesma intensidade, o coentro tem sabor marcante e, como disse, o peixe sabe agradecer. Então fiz uma cama de coentro, por cima coloquei uma posta de robalo temperado com sal, pimenta malagueta fresca, azeite e raspas de limão, cobri com cebola cortada em juliete. Por fim, cobri tudo com mais coentro, reguei mais um fio de azeite e uma pitada de sal. Recipiente fechado com papel alumínio e 30 minutos de forno médio.  Enquanto isso, preparei o cuscuz marroquino com uma colher de coco ralado, hidratados com suco de laranja. Pronto depois de 7 minutos, o cuscuz vira a cama do peixe. Um Torrontes gelado acompanha muito bem.


CONHEÇA O...
Bulgogi –
É um prato típico coreano, cuja tradução quer dizer ‘carne de fogo’. É uma carne bovina temperada com cebola, vinho, alho, óleo de gergelim, molho de soja e servida com vegetais.


MARINADA
Proteína – Abobrinha grelhada em cubos apenas com azeite e 1 fatia de queijo minas meia-cura para rechear uma omelete feita com: 2 ovos batidos com 2 colheres de creme de leite, 2 colheres de água, sal, pimenta e alho em flocos a gosto. É um jantar e pode ser servido com salada de folhas frescas.

Café da manhã – Bata 2 ovos com sal, pimenta e 2 colheres de creme de leite. Acrescente à mistura pedações de pão de forma rasgado com a mão. Depois que o pão se embeber da mistura, leve à frigideira antiaderente com manteiga de leite. Só dourar e servir com uma caneca de café quente.

Fiquei sabendo – Se você guardar as batatas junto com as maçãs, não sairão raízes. Confesso que fiquei curioso.

Ponho a comida na mesa. Ligo o barulho da chuva, abro um vinho… hoje, vou me encontrar sozinho. (Lucão)

Seja o primeiro a comentar

* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado