Ambiente concebido pela arquiteta Mara Rúbia dá boas-vindas à mostra de decoração | Imagens: Jomar Bragança​ + Divulgação

Ambiente concebido pela arquiteta Mara Rúbia dá boas-vindas à mostra de decoração | Imagens: Jomar Bragança​ + Divulgação

Um passeio pelo Art Déco

Prédio da primeira escola de Goiânia que abriga a edição da Casa Cor Goiás 2017 pertence ao acervo mais representativo no Brasil do estilo artístico que começou na Europa, em 1920

O setentenário Colégio Estadual Professor José Carlos de Almeida, localizado na rua 23, no centro de Goiânia, cenário da 21ª edição da Casa Cor Goiás, fez parte da infância de mais de uma geração de goianienses. O prédio de 76 anos, de arquitetura Art Déco, tombado pelo Patrimônio Histórico e desativado há mais de dois anos, surgiu a partir da junção de outras duas escolas, a Brasil Central e o Grupo Escolar Modelo, considerada a primeira escola de Goiânia, erguida em 1941. 

Grupo Escolar Modelo, considerada a primeira escola de Goiânia, erguida em 1941, hoje Colégio Estadual Professor José Carlos de Almeida

“Para nós é uma honra e uma responsabilidade sediar nossa mostra em um prédio com tamanha relevância histórica”, diz Eliane Martins, franqueada da Casa Cor Goiás. É nesse prédio, tão importante para a história de Goiás, que os 41 ambientes da maior mostra de decoração do Centro-Oeste poderá ser visitada até 21 de junho. Após o encerramento, o imóvel será sede do Conselho de Educação de Goiás.


Escola estava há dois anos desativada; após mostra de decoração, abrigará sede do Conselho de Educação de Goiás 

Goiânia foi uma cidade planejada para ser a capital do Estado de Goiás. Logo, seu projeto foi diretamente influen­ciado, à época – anos 1930 –, pelas mais recentes teorias de planejamento urbano. Autor do projeto da nova capital de Goiás, o arquiteto Attílio Correia Lima voltara havia pouco de Paris, onde estudou Urbanismo, quando concebeu o projeto arquitetônico da cidade, inspirado nas linhas do estilo art déco, que pode ser visto, ainda hoje, em grande parte dos edifícios que compõem o centro da capital, como o prédio que abriga o Colégio Estadual Professor José Carlos de Almeida.

A importância desse estilo que predominou na arquitetura da nova cidade está no fato de o Art Déco ter sido transitório, um estilo que fez a passagem do Art Nouveau para o Modernismo. Durou pouco mais de uma década, mas o suficiente para colocar Goiânia no mapa de abrangência, que inclui cidades como Miami, Los Angeles, Lisboa, Pequim e Maputo, em Moçambique, que também têm um rico acervo arquitetônico inspirado neste estilo.

 
Praça da Entrada, ambiente concebido pela arquiteta Mara Rubia; fachada original foi preservada


O prédio do antigo colégio Professor José Carlos de Almeida tem dois pavimentos e apresenta vários elementos característicos do estilo francês. "Entre as mais marcantes estão a horizontalidade da edificação, o contraste de volumes, o terraço no pavimento superior, a utilização de elementos decorativos (linhas retas e curvas, frisos, molduras), a distribuição ritmada e simétrica de janelas e pilares, o uso de esquadrias de ferro com vidro, e a marcação das janelas através de frisos decorativos", enumera a arquiteta Solange Maria de Santana e Silva, especialista em Gestão do Patrimônio Cultural, da Superintendência de Patrimônio Histórico e Artístico, da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Governo de Goiás.

O prédio ainda conserva elementos originais da época da sua construção, como o piso em ladrilho hidráulico e em granitina, os vitrôs e a fachada. O telhado é encoberto por platibandas, com estrutura de madeira e telhas de barro. Construído em dois pavimentos, possui estrutura mista em concreto e paredes de alvenaria de tijolos cerâmicos.

A edificação foi construída aproveitando-se os recuos do lote de esquina triangular, e possui planta-baixa simétrica, em formato ‘U’, semelhante ao Cine-teatro Goiânia, vizinho do colégio.

“O prédio está na ponta da quadra, voltado para a praça. Daí você percebe o cuidado que o AttÍlio teve ao incluir, no plano da cidade, o Colégio Grupo Modelo, de ensino infantil, e o Lyceu de Goiânia, de ensino médio. Ambos estão localizados em pontos focais da cidade, assim como o Teatro Goiânia, o Palácio das Esmeraldas e o Grande Hotel”, aponta o professor e pesquisador e ex-aluno do Grupo Modelo Wolney Unes, autor do livro Art déco: Acervo Arquitetônico e Urbanístico, um dossiê de tombamento, que identificou 147 edifícios art déco existentes em Goiânia no ano 2000.

SERVIÇO
Casa Cor Goiás 2017
Período: De 12 de maio a 21 de junho
Local: Colégio José Carlos de Almeida (Rua 23, Centro, Goiânia - GO)
Ingressos: R$ 46,00 (Inteira)
R$ 23 (Meia)
R$ 150 (Passaporte)
Estudantes e pessoas acima de 60 anos paga meia entrada mediante a comprovação
Horários da bilheteria: Terça a sexta-feira das 16 às 22 horas
Sábado, domingo e feriados das 12 às 22 horas

Seja o primeiro a comentar

* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado