Rimene Amaral

Caçarolices

Rimene Amaral é jornalista, fotógrafo e glutão. Quando não está se dedicando a alguma destas tarefas, gasta o tempo com inventices na cozinha
Massa com molho de shitake, mais uma variação deste fabuloso ingrediente | Imagem: Rimene Amaral

Massa com molho de shitake, mais uma variação deste fabuloso ingrediente | Imagem: Rimene Amaral

Vai ter cogumelo sim!

E aí a sua vida vai caminhando numa direção desconhecida, querendo conhecer o novo, mas com medo da responsabilidade acaba recuando... e você declina. Até o dia em que você cria coragem e começa a tomar algumas atitudes que... enfim. Daí nessa direção que se vai caminhando você encontra com o cogumelo. Aliás, com uma família de cogumelos. Cogumelos gourmets. E começa aqui mais uma iguaria a dividir espaço constantemente nesta coluna. E hoje será: farfale e/ou sanduíche de dois cogumelos.

A MASSA
Primeiro refoguei 3 dentes de alho e 1 cebola roxa cortada em cubinhos na manteiga. Depois acrescentei 5 cogumelos shitake picadinho em tiras, 12 tomatinhos sweet grape picados ao meio e uma colher de sálvia picada. Sal e pimenta calabresa a gosto e, pra finalizar, 5 colheres de creme de leite fresco e 1 colher de raspa de limão siciliano. Deixe encorpar. Reserve. Cozinhe a massa como estabelecido na embalagem menos 1 minuto. Escorra e regue com azeite. Misture ao molho e rale noz-moscada na hora de servir.


O SANDUÍCHE
Cebola roxa em rodelas finas e alho em flocos são refogados em azeite. Acrescente uma porção (uma mão) de cogumelos shitake e outra porção de shimeji também picado. Deixe refogar. Adicione 2 colheres de sopa de molho inglês, 3 folhas frescas de sálvia e raspas de limão siciliano. Sal e pimenta a gosto. Montagem: Abra o pão e passe-o na frigideira quente (a mesma onde foram refogados os cogumelos). Passe maionese em uma das partes do pão. Disponha os cogumelos, cubra com uma fatia grossa de muçarela e tomate em rodelas. Pão por cima e vida que segue...


FRASE NSSA DE CADA DIA
A gastronomia é uma aquisição. Uma vez assimilada, a pessoa não consegue se livrar dela, passa a ficar mais exigente e a buscar o prazer que a boa comida proporciona. Josimar Melo - crítico gastronômico da Folha



Farofinha de talos de legumes: você não vai acreditar nesta ttansformação! | Imagem: Rimene Amaral

VAI TER FAROFA, SIM!
Não adianta. Nas veias deste que vos escreve tem 50% de sangue baiano. Esse DNA acabou me marcando com muitas coisas. Uma delas é a farinha, a farofa. Me lembro de conversar com a banqueteira mais famosa da Bahia, Dadá, sobre a farofa que ela fazia para matar a fome dos irmãos, quando pequenos. Era a chamada Farofa d’Água, iguaria de uma simplicidade budista e que, futuramente, vinha a ser um dos itens do cardápio do famoso restaurante Sorriso da Dadá, em Salvador.

Eu, cá com minhas inventices, percebi que muita coisa que a gente descarta serviria para fazer banquetes. E foi assim com os talos. De couve, da folha de beterraba, de salsa... Talos! Juntos e misturados ou apenas um deles. Todos picadinhos? Vamos à farofa. Em 5 colheres de azeite quente refogue 2 dentes de alho picadinho e 1 cebola de cabeça em cubinhos até ficar transparente. Junte os talos picados e acrescente uma colherinha de café de cominho moído (opcional). Deixe refogar por uns 3 minutos – não refogue muito para manter os talos crocantes. Sal e pimenta calabresa a gosto (a pimenta dedo de moça sem semente também orna muito!). A quantidade de farinha de mandioca torrada deve ser o dobro da quantidade de talos. Em fogo baixo, mexa até a farinha começar a mudar de cor. Regue com azeite de oliva e acrescente salsinha picada. Simples e saboroso.


PUDIM DE YORKSHIRE
Absolutamente, não! Não é pudim de cachorro. É um prato salgado – apesar de ser pudim –, criado na região de Yorkshire, Inglaterra. Se parece com um pastel de Belém, mas sem recheio. Ele é feito com uma mistura de ovos, leite e farinha de trigo e é geralmente servido com carne assada ou frango com molho.


O encontro da cenoura com o gengibre: adorável descoberta | Imagem: Rimene Amaral

COMBINAÇÕES QUE COMBINAM
Já ouviu falar em sabores que se completam? Eu também não. Mas acabei de crer que existem. Por exemplo: cenoura e gengibre. Sim, funciona muito bem. Isso martelou a minha cabeça durante algum tempo até eu criar coragem de ir ao supermercado e comprar os ingredientes para um muffin salgado de cenoura com gengibre. Claro que acrescentei alguns ingredientes para dar um plus. Queijo parmesão. Agora sim! Facílimo. Anota aí: 2 cenouras raladas, 1 cebola de cabeça em cubos pequenos, 4 colheres de parmesão ralado (facilmente substituído por muçarela ralada), 3 dentes de algo picadinhos, 1 colher de sopa de gengibre ralado, 3 ovos, 3 colheres de aveia em flocos, 3 colheres de farinha de rosca, 2 colheres de farinha de trigo, 5 colheres de azeite, pimenta calabresa e sal à vontade. Misture tudo e coloque em forminhas de cupcake e leve ao forno (200°) por 25 minutos.


Quem disse que o abacate pode ser consumido somente in natura? Eis a prova! | Imagem: Divulgação

MARINADA
Pizza rápida – 1 tomate maduro, ½ pimentão verde e ½ cebola. Tudo em cubinhos. Uma colher de manjericão fresco picado, 5 colheres de muçarela ralada, azeite e uma pitada de sal. Misture tudo e disponha em uma das partes do pão sírio. Forno quente por 8 minutos.

Entrada rápida – Figos maduros, cortados em metades. Por cima, pesto de manjericão e queijo brie. 5 minutinhos no forno médio e a vida vai sorrir pra você como uma criança que acabou de ganhar um presente.

Abacate rápido – Corte 2 abacates pequenos em metades e retire os caroços. Retire um pouco da poupa para que possa caber um ovo. Sal e pimenta por cima. Depois cubra cada abacate com um ingrediente: bacon picado, tomate cereja picado, queijo chedar e ervas finas. Leve ao forno (200°) por 15 minutos.

Seja o primeiro a comentar

* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado