Rimene Amaral

Caçarolices

Rimene Amaral é jornalista, fotógrafo e glutão. Quando não está se dedicando a alguma destas tarefas, gasta o tempo com inventices na cozinha
Palitos de abobrinha crocantes: impossível não amar! | Imagens: Divulgação e Rimene Amaral

Palitos de abobrinha crocantes: impossível não amar! | Imagens: Divulgação e Rimene Amaral

Pra todas as horas

Todo mundo tem um amigo ou amiga que cabe em qualquer lugar, independente da roupa que esteja vestindo. É assim a minha comparação com a abobrinha (a berinjela também, mas a dona do pedaço agora é a abobrinha): versatilidade. Ela cabe em todas as ocasiões, das mais simples às mais sofisticadas. Espia essa: 4 abobrinhas picadas em palitos cumpridos, que serão jogados numa mistura feita com 2 colheres de farinha de rosca, 2 colheres de farinha de aveia, 2 colheres de parmesão ralado, sal, pimenta calabresa e noz-moscada a gosto. Misture bem e as disponha numa assadeira antiaderente e regue com azeite. Forno pré-aquecido a 200° até que estejam crocantes e douradas. E se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí levando um violão debaixo do braço...


FRASE NOSSA DE CADA DIA
Se você pode organizar a sua cozinha, você pode organizar a sua vida – Louis Parrish, médico nova-iorquino


CONHEÇA O... SPEKULAAS
Spekulaas ou spekulatius é um tipo de bolacha natalícia tradicional na gastronomia belga e holandesa e em parte da Alemanha. São bolachas feitas juntando manteiga com uma combinação típica de especiarias e açúcar mascavado, e juntando depois à mistura a farinha e levedura química. É importante, na feitura da massa, que a temperatura da mesma não se eleve demasiado depressa. Geralmente deixa-se repousar uma noite em ambiente frio para que o sabor das especiarias impregne toda a massa. As especiarias que se usam para fazer as spekulaas são a principal característica distintiva destas bolachas. Trata-se de uma mistura de canela (8 partes), noz moscada (2), cravinho (2), gengibre em pó (1), cardamomo (1) e pimenta branca (1). É um dos doces que acompanham os centros de mesa natalícios nos países do norte de Europa.


SANTO CAPIM
Têm sabores que são únicos até alguém se cansar e dizer: “vou mudar isso!”. O brigadeiro é assim. Como o Big Mac (“Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles e o pão com gergelim”) o brigadeiro tem também a mesma receita. Mas eu quis e disse: “vou mudar isso”. E mudei. Primeiro fiz com especiarias, ervas, café e sal. Agora o brigadeiro de capim santo. Sim. Tem como. Use 1 lata de leite condensado, 1 colher de manteiga, 1 barra de chocolate branco de 200g e... o pulo do gato é um “suco” feito com um copo de leite integral e umas cinco folhas de capim santo (bata isso no liquidificador e coe). Misture tudo no fogo até desgrudar da panela. Daí a gente pergunta: “No céu tem brigadeiro?”.


FRESQUÍSSIMO
Lagoa do Juara, em Jacaraípe, no Espírito Santo. É ali que vem para te filé de tilápia que é vendido no Estado. Fresco. Saboroso. Orgânico. Numa visita de meio dia, depois de saborear o peixe empanado e frito com limão, levamos 3 quilos de filé para casa. E rapidinho virou um ceviche que deixou os capixabas de olhos revirados. Piquei cada filé em cubinhos e deixeI-os na geladeira com suco de limão até cobrir por 40 minutos. Enquanto isso, piquei cebola roxa em meias rodelas bem finas, pimenta dedo de moça sem semente e coentro sem dó. Tempere com sal e azeite e delicie-se. Repare na foto! Lá atrás era uma taça de sauvignon blanc geladinho.


MASSA. É MASSA
É bom quando a gente encontra pessoas que embarcam nas nossas ideias que parecem ser malucas. No final o resultado é surpreendente. Olha essa... Era domingo, acordamos tarde e o café da manhã também foi. Preguicinha típica, mas tinha que sair almoço. Vamos de massa? Sugeri e aceitaram. Pensei numa coisa mais misturada e ficou bom. Refoguei o frango em cubos com alho e cebola. Acrescentei molho de tomate e creme de leite. Fritei 4 colheres de bacon picadinho e adicionei ao molho. Ervilhas frescas cozidas e muçarela ralada. Tudo isso para despejar em cima do penne cozido al dente. De comer de joelhos.


MARINADA
Sal e doce – Todo doce fica mais saboroso de tiver uma pitadinha de sal para arrematar. A flor de sal é dos mais indicados. Em doces que contenham chocolate, o sal é até necessário para realçar o sabor. Experimente.

Cozimento a frio – Assim como o ceviche (acima), carnes suínas podem ser “cozidas” no suco de limão antes de irem para o forno. Basta deixa-las de molho no suco da fruta por cerca de 2 horas.

Crocância – Massas que serão assadas, como de pizza, focaccias e para tortas salgadas, se forem feitas com água com gás ganham mais crocância. E ficam deliciosas.

2 comentários

danielle de lacerda carelli mesquita

vc ja fez brigadeiro de capim santo na minha casa... Não vamos entrar mas foi uma experiencia inesquecivel ( até o ponto q a gente consegue se lembrar, kkkk)

Rimene Amaral

Danielle, havia almofadas? Fogueiras na sala? E passagens aéreas gratuitas?
* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado