Barbie chega em versão que reflete padrões de beleza mais realistas: baixinha e com barriga saliente | Imagens: Divulgação

Barbie chega em versão que reflete padrões de beleza mais realistas: baixinha e com barriga saliente | Imagens: Divulgação

Barbie, agora baixa e gordinha

Novo lançamento da Mattel apresenta a boneca de 53 anos com padrões de beleza próximos ao real, com sete tons de pele e 22 tipos de cabelos

Nem a Barbie, graças a Deus, é mais a mesma. Cinquenta três anos depois de vir ao mundo, a boneca vai ganhar corpos mais realistas que a clássica versão sempre alta, acinturada, loira e de olhos azuis.

A partir de hoje, a boneca que sempre torceu o nariz das feministas em todo o mundo por propagar um padrão de beleza irreal, está disponível para pedidos no site shop.mattel.com em sete tons de pele, 22 cores de olhos, 24 estilos de cabelos e novas roupas e acessórios. Além disso, ganhou novos shapes: agora, ela pode ser baixa e curvilínea,  busto e traseiro maiores, coxas mais grossas e barriga saliente.


Nova Barbie pode ser baixa, curvilínea, magra ou alta: mulher real


A Mattel, fabricante de brinquedos com sede na Califórnia, Estados Unidos, afirmou que as nova Barbie reflete melhor o mundo atual. E não era sem tempo. "Estamos contentes de literalmente estarmos mudando o rosto da marca", disse Evelyn Mazzocco, vice-presidente sênior e gerente global da marca Barbie, em comunicado à imprensa.

"Essas novas bonecas refletem melhor o mundo que as meninas veem ao seu redor - a variedade de corpos, tons de pele e estilo permite às meninas encontrar a boneca que tenha maior apelo", afirmou Mazzocco sobre o lançamento que ocorre após dois anos de queda nas vendas de Barbie no mundo todo, com as meninas cada vez mais buscando outras bonecas, brinquedos eletrônicos e tablets.

 O brinquedo apareceu na capa da revista Time hoje com a manchete: "agora vocês podem parar de falar do meu corpo?". Ícone da cultura pop mundial, a Barbie já teve mais de 180 profissões, de professora a astronauta e presidente dos Estados Unidos. Barbies negras e outras versões da boneca foram introduzidas no fim dos anos 1960.

1 comentário

Beatriz

Excelente notícia!
* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado