Cuidados com a pele durante o inverno: alguns procedimentos são permitidos| Imagem: BigStock
Cuidados com a pele durante o inverno: alguns procedimentos são permitidos| Imagem: BigStock


Gata do frio

No inverno, os cuidados com a pele devem ser redobrados para manter a cútis saudável e livre do ressecamento. The Book traz os conselhos de uma especialista para você saber o que fazer

Durante o inverno, a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição na transpiração corporal. Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca e mais propícia ao surgimento de dermatites, por exemplo. A dermatologista Carolina Borges Basílio Guimarães, do Espaço Clínico e Estético Afeto, garante, porém, que com alguns cuidados é possível manter-se bela no frio. Explica também que o inverno é uma boa época para realizar alguns tratamentos dermatológicos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol. Na entrevista a seguir, Carolina esclarece dúvidas sobre cuidados e procedimentos dermatológicos e indica produtos que podem auxiliar na reposição de água e nutrientes da pele.

O inverno é um período propício a realizar procedimentos dermatológicos?
Sim, inclusive é um dos melhores, já que neste período a exposição ao sol é menor e é ideal para iniciarmos os tratamentos faciais e corporais, a fim de deixar a pele mais bonita para o verão.

Quais procedimentos são indicados para realizar no inverno?
Qualquer tipo de procedimento pode ser realizado no inverno, principalmente peelings e tratamentos a laser, pois, estes, exigem que o paciente tenha uma menor exposição solar. Mas todos os outros tratamentos dermatológicos também podem ser realizados nesta época, como a aplicação de toxina botulínica e preenchedores, que são usados no tratamento de rugas e sulcos.

Como manter a pele hidratada no frio?
Ingerir muito líquido (pelo menos 2 litros de água por dia), evitar banhos muito quentes e demorados com uso excessivo de sabonetes. Usar hidratante após o banho e protetor solar adequados ao seu tipo de pele.


Dermatologista Carolina Borges Basílio Guimarães: cuidados com a pele no inverno | Imagem: Edgard Soares


É necessário trocar os produtos para a pele quando chega o frio?
Como o inverno é um período seco, em alguns casos existe a necessidade de usar hidratantes mais potentes.

Quais cuidados devemos ter com o corpo?
Manter uma alimentação saudável, ingerir bastante água, fazer atividades físicas. No inverno, devemos ter um maior cuidado com a hidratação da pele, intensificando o uso de hidratantes.

Que tipos de doenças surgem neste período? O que fazer para evitá-las?
Algumas doenças pioram nesse período devido ao ressecamento da pele, como, por exemplo, a dermatite atópica, psoríase, ictiose. A melhor prevenção, na maioria destas doenças, é manter uma boa hidratação da pele.

Devemos manter o uso do protetor solar? É preciso mudar o fator de proteção?
Sim, devemos sempre usar o protetor solar, independente da estação do ano, da temperatura ou das condições climáticas. Não é preciso mudar o fator de proteção, o indicado é no mínimo 30.

Que tipo de sabonete para o corpo é mais adequado a este período? Podemos usar esponjas vegetais?
O tipo de sabonete vai depender do tipo de pele de cada pessoa. As esponjas, mesmo as vegetais, devem ser evitadas, pois elas favorecem o ressecamento da pele.

O uso oral de óleo de borragem, que tem em sua composição o ácido gamalinoleico, ajuda a atenuar os sintomas do ressecamento da pele? Qualquer pessoa pode usar?

Alguns estudos mostram que o óleo de borragem tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, podendo contribuir no tratamento de doenças como psoríase e dermatite atópica. Mas ainda existem poucos estudos sobre o assunto.

Como a limpeza da pele deve ser feita antes de dormir?
Lavar o rosto com sabonete ou loção de limpeza adequados para cada tipo de pele. Os demaquilantes devem ser usados para remover maquiagem e também certos tônicos podem ser utilizados como coadjuvantes da limpeza.

Quais são as últimas novidades da dermatologia para peles muito ressecadas?
Existem alguns lançamentos no mercado de hidratantes/umectantes mais potentes para pacientes com pele sensível, dermatite atópica e outras doenças que alteram a barreira hidrolipídica da pele. Além de anti-inflamatórios tópicos, que muitas vezes são necessários para esses pacientes, principalmente nesta época do ano.

(Matéria publicada na edição 5 da revista The Book | Todos os direitos reservados)

Seja o primeiro a comentar

* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado