Orquestra Sinfônica de Goiânia, regida pelo maestro Sidney Ricardo Gomes, é atração em ação do projeto Santana - Cemitério Art Déco, na Igreja Matriz de Campinas | Imagens: Wellyngton Nunes

Orquestra Sinfônica de Goiânia, regida pelo maestro Sidney Ricardo Gomes, é atração em ação do projeto Santana - Cemitério Art Déco, na Igreja Matriz de Campinas | Imagens: Wellyngton Nunes

Emoção em concerto

Apresentação da Orquestra Sinfônica de Goiânia comove convidados na primeira ação do projeto Santana - Cemitério Art Déco

Um mar de emoção tomou a Igreja da Matriz de Campinas, na última segunda-feira, 30, na primeira ação cultural do projeto Santana - Cemitério Art Déco, tocado pela dupla Omar Layunta e Leandro Pires, com apoio de entidades e empresas públicas e privadas.

A secretária municipal de Assistência Social (Semas), Maristela Alencar; o presidente da Câmara de Vereadores, Anselmo Pereira; o presidente da Comurg, Ormando José Pires; o superintendente Executivo da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Estado de Goiás, Rui Rocha, que representou o governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo, e o Goiás Criativo; e Haendel Henrique Bittes Borges, presidente da Associação das Empresas Funerárias do Estado de Goiás (Aefego), marcaram presença no evento.

Iniciada com a celebração da missa pelo padre João Otávio, abrindo a Semana Santa, data que tradicionalmente celebra a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo, a ação teve como ponto alto a apresentação da Orquestra Sinfônica de Goiânia, regida pelo maestro Sidney Ricardo Gomes. A cantora Cláudia Garcia apresentou solo da canção Eu sei que vou te amar, de Antônio Carlos Jobim. "Tudo o que é bonito um dia tem de ser visto", comentou um espectador, emocionado, ao final do concerto.

Omar Layunta, da Associação das Empresas Funerárias do Estado de Goiás - AEFEGO, agradeceu a participação da comunidade, destacando os objetivos do projeto e do imprescindível apoio do goianiense. Depois, convidou cada uma das autoridades a dar a sua mensagem.

O superintendente executivo da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Estado de Goiás (Seduce), Rui, Rocha, destacou que, além de readequar o Cemitério Santana para ser um museu a céu aberto, o projeto expressa gratidão aos que já se foram.

O presidente da Câmara de Vereadores, Anselmo Pereira, reiterou o apoio ao projeto e disse torcer para que ele alcance o seu objetivo. Já a secretária Maristela Alencar, da Semas, lembrou que o cemitério deverá se tornar local de pesquisa da história e da cultura de Goiás por parte da comunidade estudantil.

A proposta do projeto é resgatar e propagar a história e a cultura goiana por meio da requalificação do Cemitério Nossa Senhora de Santana, que neste ano completa 75 anos. 

Para isso, estão previstas reformas e ações artísticas e culturais, como meios de aproximar a população do Santana, bem como a criação de site e aplicativo como ferramentas para visitas guiadas. O projeto também pretende fortalecer a cidade como uma das principais do mundo com maior patrimônio art déco. Veja as fotos na galeria.

1 comentário

Ormando José Pires

Parabéns aos idealizadores por resgatarem nossa história.
* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado