Capa do vídeo polêmico
Capa do vídeo polêmico

O vídeo da discórdia

Campanha publicitária para o Dia das Mães da marca Desigual é banida da TV espanhola depois de causar protestos. Veja acima a versão sem censura, ainda disponível no You Tube

A grife espanhola Desigual acaba de adicionar mais um ponto à sua lista de polêmicas. Desta vez foi o vídeo promocional dos Dias das Mães, comemorado no país de Salvador Dalí e Picasso, no dia 4 de maio. O anúncio, que causou protestos e indignação entre o público feminino, exibido nas redes de televisão locais e nos meios de comunicação social, mostra uma jovem mulher empenhada em se tornar uma mãe e, para isso, usa o artifício de furar a embalagem de preservativos com um alfinete.

A marca criou a peça publicitária a partir do slogan "Você Escolhe" dos protestos que houve recentemente na Espanha contra as leis de aborto e que, se aplicadas, significaria que as mulheres só podiam fazer um aborto em casos de estupro ou de uma ameaça para a saúde física ou psíquica da mãe. O tema, que salientava que as mulheres devem ter uma escolha sobre o que fazer com seus próprios corpos, foi o mesmo usado pela Desigual.

No vídeo, uma jovem mulher, diante do espelho, enfia um travesseiro por baixo do vestido, imaginando que está grávida. A cena seguinte mostra a jovem perfurando com um alfinete a embalagem de um preservativo, aparentemente como um meio para engravidar com mais facilidade. No rodapé do vídeo aparece a frase "Não tente isso em casa".

A ideia era para ser engraçada e desencanada, com a marca afirmando que era "um convite para sonhar, de lutar por aquilo que queremos e tomar nossas próprias decisões." Mas a reação do público não foi nada positiva, com muitos jovens reclamando no Twitter. " A Desigual retrata uma devoradora de homens desesperados e não uma mãe", dizia um dos posts.

Diante da polêmica, a Desigual então decidiu cortar a cena do preservativo, deixando apenas os trechos de antes e depois. A versão do YouTube, no entanto, ainda está sem censura.

A grife já havia sido alvo de rechaço por parte dos espanhóis. A última delas ocorreu no Natal do ano passado, quando lançou uma linha de fragrâncias com um vibrador livre em forma de um batom, causando um tumulto similar. E, ao que parece, o seu marketing não pretende recuar da linha de  promoções que causem polêmica. Veja o vídeo sem censura que causou os protestos. 

Seja o primeiro a comentar

* Campos Obrigatórios. **Seu email não será divulgado